Sunday, December 5, 2021
HomeEntretenimentoResenha da House of Gucci

Resenha da House of Gucci

Patrizia Reggiana (Lady Gaga) se casa com Maurizio Gucci (Adam Driver) e cria conflito na icônica marca de moda.

Screen Shot 2021-11-23 at 8.46.04 AM

O diretor Ridley Scott e um conjunto de estrelas tropeçam terrivelmente em uma adaptação atroz de um escândalo sensacional da indústria da moda. Baseado no livro de Sara Gay Forden, House of Gucci é uma caricatura dos italianos horrível e estereotipada. Os sotaques, representações e comportamento bloviating do elenco beiram o riso com uma exceção. O vencedor do Oscar Jared Leto, irreconhecível em um terno grosso e maquiagem, exalta-se a um ponto questionável. Ele está buscando humor, mas acerta no alvo ofensivo.

Em 1970, em Milão, Patrizia Reggiani (Lady Gaga), filha de um rico magnata dos caminhões e aspirante a socialite, tem um encontro fatídico em uma festa chique. Ela acidentalmente conhece Maurizio Gucci (Adam Driver), um estudante reservado da faculdade de direito que evitou seu sobrenome famoso da moda. Filho do ator Rodolfo Gucci (Jeremy Irons) e sobrinho do CEO da Gucci, Aldo Gucci (Al Pacino), Maurizio desprezava o elitismo da marca Gucci. Patrizia viu uma oportunidade e se lançou vigorosamente. Ela se casa com alguém da família, apesar das objeções do pai de Maurizio.

VÍDEO DO DIA

Anos depois, na cidade de Nova York, Patrizia se afirma nos negócios da família Gucci. Ela acha que Aldo e seu filho trapalhão, Paolo (Jared Leto), não têm ideia de como manter a marca pertinente nos anos 80 modernos. Patrizia empurra o marido para uma luta pelo poder. A jogada de Maurizio funciona, mas ele fica desconfiado das maquinações de sua esposa. Patrizia não chegou tão longe para ser marginalizada em seu momento de vitória.

House of Gucci se desenrola como uma novela de mau gosto. Espanta a mente ver um elenco tão venerado ter um desempenho tão ruim. Lady Gaga parece uma dona de casa conivente de uma imitação dos Sopranos. Ela derrama sobre o melodrama sob uma espuma de brilho labial. Saltando de dedos girando sedutora para obsessiva em lágrimas como uma bola de pingue-pongue. Jared Leto assume o manto exagerado de Al Pacino. Sua vez como Paolo se transforma em um show de palhaços italianos. Não consigo imaginar que a verdadeira Patrizia ou Paolo fossem tão idiotas. Ridley Scott precisava controlar as caracterizações.

A House of Gucci tem problemas de ritmo. O roteiro tem uma sensação de livro sem nenhuma surpresa. A maioria do público estará ciente do escândalo da vida real. Ridley Scott (Gladiador, O Marciano) teve que superar esse fardo com uma narrativa convincente. Ele coloca o ônus sobre um elenco estimado, que então extrapola por falta de direção. O resultado é uma bomba de purpurina que faz todo mundo parecer tolo e estraga o material de origem.

Ridley Scott é um cineasta lendário. Ele é uma mercadoria confiável nove em cada dez. House of Gucci prova que nem todos podem ser vencedores. Ele ataca mal aqui. A atuação de Jared Leto será polêmica. Alguns italianos ficarão ofendidos. Ele é horrível e completamente exagerado sem nenhuma razão lógica. É uma pena, porque Leto é um ator excepcional. House of Gucci é uma produção da MGM, Bron Creative e Scott Free. A estreia será no dia 24 de novembro exclusivamente nos cinemas da United Artists Releasing.

hammer-horror-13-favorite-movies-gb-feature-img-700x400
Hammer Films se une à rede de distribuição para lançar o Hammer Studios

A Hammer Films, a empresa por trás dos filmes Drácula de Christopher Lee, irá colaborar com a Network nas restaurações de velhos clássicos e novos filmes.

Leia a seguir


Sobre o autor

source – movieweb.com

Deep sagar N
Hi thanks for visiting Asia First News, I am Deep Sagar I will update the daily Hollywood News Here, for any queries related to the articles please use the contact page to reach us. :-
ARTIGOS RELACIONADOS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Mais popular

x